quarta-feira, 5 de outubro de 2016

It Looks Like: Batons Líquidos da Dailus

Oiê!
A Dailus foi uma das primeiras (ou a primeira) a lançar os famosos batons líquidos aqui no Brasil. Lá em 2014, eles começaram a virar febre e hoje toda maca tem o seu. Por ser a pioneira, a Dailus já alterou a fórmula algumas vezes para entregar um produto melhor (será?). Por isso, reuni três batons da Dailus para comparar as fórmulas: Basque, Mascavo e Marrom Brilhantina – primeira, segunda e terceira fórmula, por assim dizer. Continue lendo para ver as diferenças entre elas!
O Basque é da primeira coleção, quando a marca colocava nomes inspirados em passos de ballet. Quase um ano depois, a marca lançou uma coleção de inverno e fez algumas alterações na fórmula, foi aí que o Mascavo apareceu. E esse ano a Dailus trouxe uma fórmula de maior duração, que promete 12h de cor nos lábios e nessa nova linha estão os batons metálicos, que incluí o Marrom Brilhantina.

A embalagem continua exatamente igual, o impresso só mudou um pouquinho na nova linha 12 horas, exatamente para ressaltar a diferença da fórmula normal. Até colocar os três aplicadores juntos eu não tinha noção de que havia uma diferença – a parte de pelinhos do Mascavo é mais comprido e mais ralo, com isso o aplicador fica muito liso e isso atrapalha um pouco a aplicação.
O que mudou nas fórmulas? Entre o Basque e o Mascavo, a textura do segundo ficou bem mais seca (no tubo) e na hora de aplicar ele não desliza tão bem quanto à fórmula antiga. Já a fórmula 12h volta a ser mais cremosa e desliza bem nos lábios. A cobertura dos três é bem similar, continuam entregando bastante cor e cobrem bem, apesar de umas cores mancham mais do que outras – o pigmento influência muito. Nos lábios, os dois primeiros secam rápido e ficam bem secos, já o Marrom Brilhantina seca de uma maneira diferente, ele fica um pouco grudento nos lábios e isso me incomoda muito. Mesmo assim, os três não transferem.
Quanto à duração, acho que todos duram bastante nos lábios. Se não comer comida muito gordurosas, eles aguentam uma refeição praticamente intactos. Fiz um teste de remoção com água micelar (esfreguei um pouco) e o que saiu mais fácil foi o Mascavo, já o Marrom Brilhantina mostrou que a mudança da fórmula ajudou a fixar melhor o produto nos lábios.
Infelizmente não tenho a fórmula antiga do Basque (agora ele é comercializado com a fórmula igual à do mascavo), mas comparando a fórmula do Mascavo e do Marrom Brilhantina dá para ver que são produtos diferentes.

Mascavo: C10-13 Isoparaffin, Synthetic Beeswax, Sílica, Cyclopentasiloxane, Quaternium-18 Hectorite, Zinc Stearate, Propylene Carbonate, Polyisobutene, Butyrospermum Parkii (Shea) Butter, Propylparaben, Sodium Saccharin, Ethylhexyl Methoxycinnamate, Pode Conter: CI 15850:2, Barium Sulfate, Rosin, CI 15850:1, C1 77491, CI 15880:1, CI 77891, CI 45430, CI 151850, CI 77492, CI 77499

Marrom Brilhantina: Isododecane, Disteardimonium Hectorite, Cyclopentasiloxane, Microcrystalline Wax, BHT, Phenoxyethanol, VP/Eicosene Copolymer, Silica, Talc, Hydrogenated Polycyclopentadiene, Beeswax, Polybutene, Ethylhexyl Methoxycinnamate, Sodium Saccharin, Parfum, Benzyl Benzoate, Anise Alcohol. Pode Conter: CI 15850, CI 77891, CI 45430, Barium Sulfate, Rosin, CI 77491, CI 77492, CI 77499, CI 15880, CI 77742, CI 45410, CI 77002, CI 60725, CI 19140, CI 77510, CI 77007.
Os batons líquidos da Dailus são muito bons, porém eu não curti essa nova fórmula de 12 horas, me irrita muito o grudento nos lábios. Não posso afirmar se os batons não metálicos também deixam essa sensação nos lábios pois não tenho nenhum da linha 12 horas para testar. Já os regulares me agradam muito, não sei se o Basque mudou muito após as pequenas mudanças, espero que não e que o “problema” do Mascavo seja algo isolado da cor/pigmento. Uso muito os batons da linha e gosto bastante, o custo benefício vale a pena!

E aí, você já tinha reparado nessas pequenas mudanças de fórmula?

Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque suas fotos com #PerspectivaLaranja e apareça por aqui!