sexta-feira, 29 de julho de 2016

Esmalte da Semana: Flattery (L.A. Colors)

Oiê!
Para essa semana eu escolhi um kit de esmaltes. Dentre várias combinações que eu poderia inventar, acabei optando por uma filha única. Fazia muito tempo que eu não fazia esse tipo de esmaltação. A combinação de cores é básica, pink vibrante com glitter dourado. Tão básico que chega a ser tediante, mas a durabilidade compensou!
O Flattery (L.A. Colors) é um kit com dois mini-esmaltes, cada um vem com 5mL. Não achei nada sobre eles no site da marca, então não sei se todos os kits eram compostos por uma cor sólida e um glitter. Os vidrinhos são redondos e achatados, a tampa é preta e o pincel é fino. O nome do kit vem impresso na parte de trás do vidro, junto com as outras informações.
Como eu já disse, o kit vem com um esmalte pink vibrante (ou fúscia) e um glitter dourado, que mistura glitters fininhos e hexagonais, a base é transparente. A fórmula do pink é boa, a cor fecha bem, sem machar, em duas camadas. O glitter é mais chatinho de passar, é daqueles que não entregam muito glitter e deixam uma camada grossa. Tive que passar duas camadas no pink e, no anelar, mais duas camadas do glitter. Ficou um pouco grosso, mas nada absurdo. Finalizei com o top coat da Vult e ficou tudo bem!
Me surpreendi com a duração, ele desgastou um pouco e lá pelo quarto dia que algumas lasquinhas apareceram. No anelar, demorou um pouco mais, o glitter e o top coat deram uma boa segurada no esmalte.

Depois de uma longa sequência de esmaltações sem nada diferente, finalmente uma filha única! Foi-se o tempo em que eu inventava coisas diferentes nas unhas, às vezes eu quero tanto fazer um nail art bonita, mas ultimamente tenho muita preguiça para fazer! Preciso me inspirar mais!

Bom, me diz o que você acha dessa combinação de cor e glitter?

Até mais!

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Tutorial: Cut Crease Laranja Esfumado

Oiê!
De tempos em tempos é eu gosto de postar alguma maquiagem com laranja, afinal esse é o blog mais laranja do mundo, certo?! Há algumas semanas fui à um casamento e eu queria fazer uma maquiagem colorida para dar um tchan no visual. Ainda estou tentando conseguir fazer cut creases direito e dessa vez resolvi tentar um cut crease menos marcado, que é delimitado pela mudança de cores entre a pálpebra móvel e o côncavo e tudo isso levemente esfumado. Não sei se essa definição ficou muito clara, por isso que aconselho a olhar o passo-a-passo e as fotos do resultado final – essa make ficou linda!
Usei os seguintes produtos para preparar a pele:
StudioFix Fluid, cor NC20 (M.A.C.)
- Fit me! Matte+Poreless Powder, 120 Classic Ivory (Maybelline)
Blush, cor Rose Éclat (Bourjois)
Natural Bronzer, na cor 021 Sun Light (Rimmel)
Pó Iluminador, na cor 02 (Dailus Pro)
- Lápis de sobrancelha, Cinzel (Quem disse, Berenice?)
Clique aqui para ampliar.
Resolvi não ousar tanto nos lábios, por isso passei o Statement Nude (L’Oréal).
Agora é só conferir as fotos!


Produtos utilizados:
- Sombra Marrone (Quem disse, Berenice?)
- Lápis Jumbo, Milk (NYX)
- Endless Eyes Day to Night Palette (e.l.f.)
- Sombra Laranjeon (Quem disse, Berenice?)
- Sombra Coal (Mary Kay)
- Cream Eyeliner, Black (e.l.f.)
- Lápis Studio Secrets Pro Extra Intense, Black (L’Oréal)
- Máscara Butterfly Sculpt (L’Oréal)

Preciso confessar uma coisa. A ideia original era um delineado mais fininho, só que na hora só consegui fazer esse mais grosso, ou seja, a maquiagem podia ter ficado um pouco mais leve. O que importa é que o resultado final ficou bonito, principalmente quando meus olhos ficavam meio abertos. Me senti uma Barbie laranja e essa sensação é ótima! Também sei que essa make merecia cílios postiços, mas quando percebi que minha mão não estava tão boa para detalhes, abortei a ideia!

Achei essa técnica de cut crease mais fácil, beeeeeem mais fácil do que escurecer o côncavo. A chance de errar desse jeito é um pouco menor. Aguardem que eu devo fazer mais tutoriais com cut crease usando essa técnica e quero tentar fazer isso com cores neutras, porque make neutra é vida!

Agora me conta o que você achou dessa make!

Até mais!

quarta-feira, 27 de julho de 2016

It Looks Like: Máscaras da Maybelline

Oiê!
Faz um tempão que eu fiz um post comparando todas as minhas máscaras de cílios daquela época. É claro que a coleção aumentou e eu percebi que valia a pena atualizar o post falando apenas das máscaras de Maybelline. A marca é uma das queridinhas no mundo todo e não é à toa, há opções para todos os gostos, principalmente fora do país. Reuni todas as máscaras da marca que eu tenho para te mostrar na prática as semelhanças e as diferenças.
As nacionais:
* The Colossal Super Filme, lavável
* Volum’ Express, lavável
As gringas:
* Great Lash, lavável
* LASH Sensational, lavável (a única que não é preta, compre a Brownish Black por engano)

Como deu para perceber, a maioria das minhas máscaras fazem parte da linha Volum’ Express, a mais famosa é a The Colossal. Eu tinha como favorita a The Falsies, porque era a que deixava meus cílios mais curvados, mas depois das minhas últimas aquisições acho que a LASH Sensational ganhou o posto!
Aplicadores/Escovinha: Muitas vezes são eles que mudam todo o resultado da máscara. O LASH Sensational e o The Falsies são curvados para aumentar a curvatura dos cílios, o primeiro é de silicone e o segundo de pelinhos. O do Volum’ Express e o da The Colossal são muito parecidos, de pelinhos, mas o segundo deixa um acabamento melhor, inclusive estou usando ele na Volum’ Express. A do The Mega Plush e do Pumped up! são gordinhos no meio, com as extremidades mais finas e são de pelinhos, dão volume e separam um pouco os fios. O do The Rocket é de silicone e tem muitas cerdas pequenas e próximas, separam muito bem os cílios. O The Falsies Big Eyes vem com duas escovas, uma maior em espiral para os cílios superiores e uma menor para os inferiores, ambas são de pelinhos. Por fim, a escovinha mais simples é a do Great Lash, pequena, de pelinhos, em espiral, perfeito para os cílios inferiores.

Cor: Todas são bem pretinhas, até a LASH Sensational. Assim, eles ficam bem escuras porque meus cílios são bem pretos, ou seja, tenho uma base bem escura para receber a camada da máscara. Em cílios mais claros, a LASH Sensational deve dar diferença quando comparada com as máscaras pretas.

Curvatura: Acho que a The Falsies e a LASH Sensational deixam uma curvatura semelhante, são as melhores! Mais uma vez esse tópico é um pouco tendencioso, meus cílios já tem uma certa curvatura. Agora que analisei as fotos, percebi que a Volum’ Express e Pumped up! também dão uma boa levantada! As que curvam menos são a The Colossal, a The Rocket e a Great Lash.

Alongamento: Adoro cílios curvados e alongados! Mais uma vez a LASH Sensational e a The Falsies deixam eles empinadinho. A Great Lash alonga um pouquinho, mas deixa os cílios mais naturais.

Volume: Este é um tópico que eu não ligo muito, às vezes volume demais significa cílios perninhas de aranha (argh)! A The Colossal e a Pumped up! são as que engrossam mais os fios. Uma das diferenças entre elas é que a segunda dá uma curvadinha e uma separada melhor nos cílios.

Separação dos cílios: Não sei se tem um nome melhor para isso, mas é um tópico bem importante para mim. Gosto dos meus cílios bem separados, para deixá-los contínuos e abertos, como um leque. A The Rocket e sua escovinha com muitas cerdas pequenas faz isso como ninguém. Um dos melhores jeitos é usá-la por cima de outras máscaras que dão mais volume, assim ela espalha a máscara anterior e deixa os fios separadinhos. A Pumped up!, The Falsies e a LASH Sensational também conseguem deixar os cílios separados.
Aqui vai um resumão de cada uma!
* The Colossal Super Filme: Dá volume, mas não separa tão bem os cílios.
* Volum’ Express: Pouco volume, separa os cílios, é uma máscara basiquinha.
* Volum’ Express The Falsies: Curva, alonga e separa, uma das melhores da Maybelline!
* Volum’ Express The Rocket: A que deixa os cílios mais separadinhos, perfeita para passar por cima de outras máscaras.
* Volum’ Express The Falsies Big Eyes: Era para alongar bastante, mas a formula é muito grossa e seca, ainda não descobri se é problema do lote ou se ela é assim mesmo.
* Great Lash: A mais vendida da marca, deixa os cílios bem naturais e o tamanho da escova é perfeita para os cílios inferiores.
* LASH Sensational: Acho que só ganha da The Falsies porque ela dá um pouco mais de volume. É perfeita!
* Volum’ Express The Mega Plush: Dá volume e deixa os cílios separados, alonga pouco e até curva um pouquinho.
* Volum’ Express Pumped up!: Volume com curvatura, depois que me acostumei com o aplicador maiorzinho tenho usado bastante, preenche bem o olhar.

Acho que já deu para perceber qual é a minha favorita né?! Olha, fazer uma comparação com tantos produtos dá trabalho e o post fica gigante. Eu até ia colocar a formulação de cada um, mas desisti, ia ficar ainda maior! Só para constar, todas as fórmulas são diferentes. Se você quiser saber mais sobre cada máscara recomendo ler as resenhas, estão todas linkadas no começo.

Sério, a Maybelline lança tanta máscara que fiquei meio perdida na hora de comprar e toda vez que olho o site descubro uma nova que me dá vontade de ter. As próximas aquisições serão as versões brasileiras, estou doida para testar a The Falsies Cílios Postiços (que eu acho que é igual à versão flare americana) e a One by One. Então daqui algum tempo terei que fazer um novo post atualizando as máscaras da Maybelline!

Você já tem sua favorita?

Até mais!

terça-feira, 26 de julho de 2016

Crônicas de Uthred: Capítulo 1

Au!
Sou Uthred filho de Uthred. Nasci cachorro, mas o destino me fez ser colocado como prisioneiro a venda em um pet shop. Perdi minhas terras e minha liberdade*.  Me lembro que eu estava sozinho em um lugar pequeno, não era escuro, tinham grades e vidros e eu conseguia enxergar pessoas, várias pessoas. Elas sempre paravam e ficavam olhando para mim com cara uma cara esquisita, nunca consegui entender. Um dia, uma moça, colocou a mão no vidro e ela parecia diferente, então resolvi colocar minha patinha também, mas ela foi embora...mais tarde, a moça do pet shop me tirou da gaiola e vi que a moça e o moço do vidro tinham voltado e fizeram um carinho gostoso. De novo eles foram embora... Dalí mais um tempo eles voltaram e a moça do vidro me pegou no colo e quando percebi eu tinha conseguido escapar da gaiola! Me levaram para fora e me colocaram em um carro, não gostei muito do passeio, mas cheguei em um lugar grande onde me deixaram caminhar um pouco. Fui adotado por uma família humana.
Nasci um cachorro no dia 05/04/16, tinha dois meses na época que me tiraram da gaiola e estou sendo criado por humanos. Sou Uthred de Bebbanburg, agora Uthred Ragnarson e o destino é tudo!*

Agora tenho uma casa, na verdade são dos humanos, mas sei que posso tomá-la! Estou me preparando para marcar o território e mostrar para os humanos que eu mando nessa casa, só preciso crescer e treinar um pouco. Aprendi que a moça se chama Mariana e o moço, André. Todos os dias eles saem e me deixam sozinho por um tempo no meu cantinho. No começo eu achava que eles não iam voltar e eu iria ficar preso, mas eles sempre voltam. Por isso, agora eu faço bastante bagunça para o tempo passar e eles chegarem logo.  Todos os dias eu ganho um prato com comidas gostosas antes deles saírem, sei que querem me enganar, mas não posso recusar uma boa carne e uma cenoura – são tão deliciosas!
Primeiro dia com os humanos.
Nada como um soninho gostoso!
Quando meus senhores estão em casa, eles brincam comigo. Eu gosto! Eles me fazem carinho, jogam bolinha e me dão frango quando eu faço umas coisas para eles. Não entendo porque eu tenho que sentar, deitar e dar a patinha, o que importa é o frango. Até faço as coisas sem eles mandarem para ver se eu ganho alguma coisa, mas nem sempre dá certo.  Existe um lugar na casa em que não posso entrar, é lá que eles guardam a comida – não a minha ração, a comida de verdade. Antes eles brigavam comigo, agora eles colocaram uma grade, igual à do meu cantinho, que me impede de entrar. Quando eles estão nesse lugar, faço de tudo para chamar a atenção deles, distraí-los e entrar do paraíso. Ainda não posso andar pela casa sozinho e pelo o que eu entendi é porque faço xixi e cocô em qualquer lugar. Veja bem, porque eu tenho que andar até um canto e fazer minhas necessidades lá?! Dá muito trabalho e eu prefiro brincar!
Minha dona, Mariana!
Lá na gaiola com vidro eu tinha um companheiro, uma raposinha laranja que o André chama de Ubba, seja ele quem for, eu adoro morder e carregar comigo aonde eu for. Ganhei outro companheiro depois que cheguei em minha casa, um macaco chamado Guthrum. O André arranja uns nomes muito diferentes por aqui! Esses são meus brinquedos favoritos junto uma bolinha que tem cheiro do pé do meu dono.
Eu e o Ubba!
Por mim eu ficava o tempo todo dentro de casa, odeio andar de carro...só de pensar já começo a babar. Já sai algumas vezes e sempre fico meio enjoado. Olha, vários humanos invadiram a minha casa para brincar comigo, então porque sair de casa?! Uma vez sai para ir a um lugar maior e com mais gente, todos me fizeram carinho. O humano macho, acho que era pai do André, colocou um pedaço de madeira para me impedir de passar. Como se um pedaço de madeira fosse me impedir de conquistar mais um lugar! Outra vez a Mariana me levou de volta ao lugar onde ficava a gaiola e eu estava com mal pressentimento. Lá uma moça me picou, doeu, mas eu não podia demonstrar, afinal sou Uthred de Bebbanburg!
Lugar bonito com grama e pedrinhas. Liberdade!
Nos últimos dias eu pude explorar o mundo depois da minha casa. Me colocaram uma coleira (até já gosto dela) e me levaram para caminhar em um lugar com muitos cheiros. Fiquei um pouco assustado, mas agora tenho vontade de explorar mais e mais! Não gosto muito de encontrar outros cachorros, é mais legal encontrar com humanos, eles sempre me dão atenção sem querer me atacar. Também já me levaram de carro para um lugar muito bonito, com grama e pedrinhas, adorei brincar lá, o problema é o carro, bem que eu podia voar!

Estou muito contente em minha nova casa, me sinto amado e querido. Não tem coisa melhor do que acordar e encontrar com o André e a Mariana para receber um carinho gostoso na barriga. Agora tenho três meses, ainda sou um filhote, mas não vejo a hora de explorar o mundo, sem medo do que vou encontrar no meio do caminho.

O destino é tudo!
Auau!

*adaptado do livro O último Reino de Bernard Cornwell.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Resenha: Infallible Pro-Mate Gloss - Statement Nude (L'Oréal)

Oiê!
Deixa eu te contar uma coisa, as marcas nacionais estão arrasando na hora de fazer batons líquido mate. São os mais sequinhos do mundo! Achei que valia a pena começar este post contanto esta constatação que eu fiz. Quando fui para os EUA, comprei alguns batons líquidos mate e eles tem uma proposta um pouco diferente da que temos por aqui. Isso não significa qualidade inferior, é apenas uma opção de acabamento. Dito isto, agora vou contar sobre o Statement Nude, um dos meus nudes mais bonitos. O aplicador é maravilhoso e minha única reclamação é sobre o acabamento. Já deu para entender que ele não é mate sequinho né?!
Sobre o Infallible Pro-Matte Gloss: “Cor impactante, acabamento mate aveludado e conforto o dia inteiro.
A sensação pro-mate: Apresentamos o Infallible Pro-Matte Gloss, nosso primeiro gloss mate cremoso. Tons altamente pigmentados deixam cores matificadas e duradouras nos lábios. Tem uma textura aveludada exuberante deixa os lábios suaves e confortáveis o dia todo. Conta com o aplicador pro-scultp, que define o formato e adiciona dimensão aos lábios

Ingredientes: DIMETHICONE, BIS-DIGLYCERYL POLYACYLADIPATE-2, DIISOSTEARYL MALATE, DIMETHICONE CROSSPOLYMER, HYDROGENATED POLYISOBUTENE, PHENYL TRIMETHICONE, KAOLIN, HDI/TRIMETHYLOL HEXYLLACTONE CROSSPOLYMER, ISOSTEARYL ISOSTEARATE, POLYETHYLENE, VINYL DIMETHICONE/METHICONE SILSESQUIOXANE CROSSPOLYMER, NYLON-12, PENTYLENE GLYCOL, CAPRYLYL GLYCOL, ETHYLHEXYLGLYCERIN, ALUMINA, SYNTHETIC FLUORPHLOGOPITE, SILICA, BENZYL ALCOHOL, PENTAERYTHRITYL TETRA-DI-T-BUTYL HYDROXYHYDROCINNAMATE, CALCIUM SODIUM BOROSILICATE, CALCIUM ALUMINUM BOROSILICATE, GERANIOL, MAGNESIUM SILICATE, HEXYL CINNAMAL, HYDROXYCITRONELLALTIN OXIDE, PARFUM / FRAGRANCE

Infallible é uma linha grande da marca, tem bases, blushes, sombras, pós, iluminador, bronzer, esmaltes e por ai vai! São dez cores do Pro-matte Gloss e eu comprei a Statement Nude. No site da L’oréal custa $9.99, eu paguei no Walmart $7.97. Infelizmente a linha não vende no Brasil.
Adorei a embalagem, ela vem com 6,3mL, o tubo é de plástico transparente (e resistente) e a tampa é emborrachada. As bases são mais largas, o formate é quase uma ampulheta. No plástico vem o nome da linha impresso em prata (pode ser que daqui um tempo comece a descascar). No topo da tampa vem o número e a cor do batom. É isso, é simples e bonita. O restante das informações estão disponíveis do site da marca. O aplicador é o mais parecido com o da M.A.C, ele é ovalado, com a ponta bem fininha e um furo no meio para reter um pouco do produto. Ah, o aplicador vem em diagonal. Tudo isso junto facilita muito a aplicação, gosto bastante dele, acho que até mais do que o da Revlon e da M.A.C.
A fórmula é espessa, lembra um pouco uma textura de mousse. A aplicação é simples, espalha bem e entrega bastante cor com uma camada. Depois de aplicado ele seca apenas na aparência, nos lábios ele fica parecido com um batom em bala mais cremoso do que mate. Com isso, é de se imaginar que a duração dele não é longa. Ele transfere bastante, então é só comer alguma coisinha e passar o guardanapo para sair boa parte da cobertura. A descrição do produto não promete alta duração e sim lábios macios o dia todo e isso é cumpre. É aquilo que eu disse no começo, o conceito de mate deles é diferente do nosso. Enfim, o Pro-matte Gloss é como se fosse um gloss menos grudento e com aparência mate, quando eu falo menos grudento, é beeeem menos, do tipo totalmente aceitável e suportável de se usar.
Delineado Basiquinho
Comprei o Statement nude para substituir o nude da Revlon que eu dei para minha mãe. Não são iguais, o Statement é um pouco mais quente e escuro e acho que gostei mais dele! Ele fica quase do tom dos meus lábios e não deixa aquele visual apagado, ele acrescenta uma corzinha de boca saudável. Adoro usar principalmente em dias frios e secos porque ele dá uma boa hidratada e protege os lábios.

Outro dia eu estava pensando, a L’Oréal praticamente não tem linha de maquiagem aqui no Brasil e isso é muito triste. Lá fora a marca tem muita variedade, inclui vários tipos de pele, as máscaras são tão boas quanto as da Maybelline...mas até agora nada de vir para cá. O mercado nacional hoje é bem rico em variedade e cada dia melhora mais, só que a L’oréal é uma marca forte aqui, poderiam ampliar o leque de produtos. #AcordaLOréal!


Você já teve a oportunidade de experimentar a pro-matte gloss? 
Até mais!

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Tutorial: Portugal Campeão!

Oiê!
Para quem não sabe, no último dia 10 foi a final da Eurocopa e Portugal se consagrou campeão! Antes tarde do que nunca, me inspirei nas cores da bandeira para fazer um tutorial mais colorido, usei sombras verdes, delineador dourado e batom vermelho, praticamente pintei a bandeira portuguesa no meu rosto, só que de um jeito muito mais estiloso. Vem ver o passo-a-passo que eu te mostro que uma make inspirada na bandeira portuguesa pode ser "usável"!
Usei os seguintes produtos para preparar a pele:
FitMe! Foundation, 120 – Classic Ivory (Maybelline)
Fit Me! Concealer, 15 – Fair (Maybelline)
- Fit Me! Matte+Poreless Powder, 120 – Classic Ivory (Maybelline)
Natural Bronzer, na cor 021 Sun Light (Rimmel)
- Lápis de sobrancelha, cor Cinzel (Quem disse, Berenice?)
Clique aqui para ampliar.
Escolhi o batom Vermelhaço (Quem disse, Berenice?) para completar as cores da bandeira.
Agora é só conferir o resultado nas fotos!


Produtos utilizados:
Primer de olhos (Quem disse, Berenice?)
- Endless Eyes Day to Night Palette (e.l.f.)
Studio 6-Piece Geometric Eyeshadow Palette (e.l.f.)
- Máscara Pumped Up! (Maybelline)

E esta é minha homenagem à Portugal, o pais de minha ascendência. Meu sangue português comemorou muito esta vitória, justo eu, que acho futebol tão chato de assistir, sofri vendo os jogos de Portugal. Lutaram até o fim e conseguiram derrotar a França. Foi muito legal!

Quando pensei nessa maquiagem, achei que ela poderia ser um tanto exagerada, mas me apeguei à ela. Não é a primeira vez que uso sombras verdes e acho que a cor fica interessante no olho. É uma cor que tenho muita dificuldade para usar, mas na maquiagem parece mais simples. Adoro o verde escuro da Studio 6-Piece Geometric, tem um tom bonito e sofisticado, por isso quis usá-la no côncavo. Assim a maquiagem ficou um pouco mais refinada e acho que é por isso que ela ficou usável. No final, tudo ficou bem discreto!

E o que você achou dessa homenagem?
Até mais!

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Televisando: The Last Kingdom (O último reino)

Oiê!
Finalmente terminei de assistir a primeira temporada de “The Last Kingdom” que adapta os dois primeiros livros da série Crônicas Saxônicas de Bernard Cornwell. Acompanhei a série por dez semanas no History Channel e agora que acabou fiquei meio perdida, esse era nosso programa de sábado à noite! Pelo menos essa série “rendeu” bons frutos, como a assinatura do Kindle Unlimited, mais livrinhos para a lista e o Uthred!
Sinopse: “Adaptada da série de livros de Bernard Cornwell, “Crônicas Saxônicas”, The Last Kingdom é um drama histórico que se passa no século IX e acompanha uma Inglaterra que caiu perante as invasões Vikings. Apenas o grande reino de Wessex continua a desafiar as probabilidades e se mantém em pé, graças ao rei Alfred.
No meio deste tempo turbulento vive Uhtred, filho de um nobre saxão que ficou órfão e foi criado pelos Vikings como um dos seus. Forçado a escolher entre seu país de nascimento e as pessoas que o acolheram, sua lealdade é testada constantemente. Na jornada para recuperar o seu direito de nascimento, Uhtred deve lidar com os dos dois lados da moeda para cumprir seu papel no nascimento de uma nova nação.

A série da BBC americana na verdade tem oito episódios, só que o History Channel fez um bem bolado e transformou esses oito episódios em dez. A série de 2015 foi renovada e a segunda temporada está prevista para estrear em 2017. Ah, agora a Netflix é co-produtora da série, o que aumenta bastante minha expectativa para o próximo ano.
A série utiliza como pano de fundo a unificação da Inglaterra que teve seu início durante o reinado de Alfredo. A trama mistura fatos com ficção, trazendo uma história muito interessante. Ela começa com Uhtred (sim, a grafia dele é diferente do meu puppy) ainda criança e antes de se chamar Uhtred. Seu pai era Ealdorman (tipo um conde) de Bebbanburg, na Nortumbria, e junto com outros reis e Ealdormen da região, vão à luta contra os daneses. O Uhtred resolve ir lutar contra a vontade de seu pai e é capturado pelos invasores, mas ao invés de ser morto, ele acabou sendo adotado pelo Earl Ragnar. Ele cresce e, depois de muitas reviravoltas, resolve tomar Bebbanburg de volta, que naquela época estava nas mãos de seu tio. No meio de sua jornada, seu caminho e o de Alfredo se cruzam e eles desenvolvem uma relação de lealdade, respeito e ódio. Isso fica bem claro por toda série.
Uhtred nunca está sozinho, sempre tem alguém que o acompanha. Tem até um bromance, daqueles que dá para se apegar. Existe a figura do passado, o padre Beoca, que ainda acredita que o Uhtred é um cristão de bom coração apesar dele se posicionar como um pagão. Brida também foi sequestrada com ele durante a infância e o acompanhou até a chegarem a Wessex. Eles vão para Wessex fugidos, tanto os daneses quanto os saxões estão atrás de Uhtred e ele recorre ao último reino da Inglaterra para se fortalecer e traçar seu plano para recuperar Bebbanburg.
Brooomaaaance!
É uma série bastante rica em personagens, porém quando comparado com os livros eles deixam a desejar. Muitos personagens foram fusionados, o que traz uma certa estranheza para quem leu os livros. Ainda estou no primeiro, mas o André já terminou sétimo e vai me contando as principais diferenças. Outra coisa ruim é que eles condensaram dois livros em uma temporada e praticamente todos os duelos foram “descartados”. A sensação que eu tive é que 70% da série correspondia ao primeiro livro e o restante era do segundo. Nos últimos episódios a história ficou muito corrida e vários personagens perderam importância. Com um orçamento baixo, a série sacrificou todas as batalhas marítimas e nesses momentos a história me deixou com sensação de buracos.
Claro que depois dos primeiros episódios deu vontade de conhecer mais sobre a saga do Uhtred e ficamos satisfeito com a leitura dos livros. Bom, se você é uma pessoa que normalmente não gosta de adaptações, recomendo assistir a série antes de ler os livros, ou só ler os livros. A série é bem feitinha, mas a adaptação não é das melhores, fica bem claro que eles não tinham muito orçamento. Espero que a próxima temporada se redima, afinal a Netflix está no meio e esse universo Viking está virando moda. Eu, pelo menos, estou curtindo bastante saber mais sobre essa cultura!

Você já assistiu algum episódio de “The last kingdom”?
Até mais!

terça-feira, 19 de julho de 2016

Resenha: Pumped Up! (Maybelline)

Oiê!
Se você gosta de máscara de cílios, uma das primeiras marcas que vem na sua cabeça deve ser a Maybelline. São diversas opções e a maioria não está disponível no Brasil, então sempre que tenho oportunidade peço ou compro algumas versões novas da marca. Nessa última viagem, comprei três e agora chegou a hora de falar sobre a última delas, a Pumped Up!.
Segundo a Maybelline: ”É hora de bombar! A maior escova de Maybelline e a fórmula de colágeno duplo entregam cílios com 12x mais volume. A máscara lavável Volum' Express® Pumped Up! Colossal® aumenta os cílios para um volume bombástico. Apresenta uma escova com ponta dupla que deixa os cílios maiores e mais ousados. Cílios ficam encorpados! A fórmula de colágeno duplo envolve cada cílio da raiz à ponta para um impacto colossal, enquando a maior escova de Maybelline preenche os cílios para um efeito bombástico. Testado por oftalmologistas. Adequedo para usuários de lentes de contato.

São duas cores disponíveis, uma marrom escura e a Classic Black, a que eu comprei. Paguei uns $5.00 na Target (lembro que ganhei desconto de $1.00).
A embalagem é rosa com amarelo e é tão gordinha quanto a da The Rocket. O aplicador é realmente maior, ele é ovalado e assim facilita para alcançar os cílios mais externos e internos.  É uma escova densa de cerdas naturais que carrega bastante produto. Por ser grande, a aplicação pode fazer um pouco de sujeira, mas nada que um cotonete não resolva.
A Pumped Up! não é uma boa máscara para separar os fios e alongar, mas ela dá bastante volume. Deixa os fios bem grossos e encorpados e sustenta os fios lá em cima. Lembrando que meus cílios não são caídos, o que facilita a vida da máscara. Gosto como ele deixa meu olhar, bem cheio e sem pesar.
Escolhi a versão lavável porque é muito mais simples de remover. Assim como as outras máscaras da Maybelline, a Pumped Up! lavável dura o da todo, isto é sem chororô, chuvas fortes e mergulho da piscina! Resiste super bem ao suor e as tarefas do dia-a-dia.
Toque Turquesa
Tenho usado bastante a Pumped Up!, lembro que eu queria ter testado ela à uns dois anos atrás, quando meus tios passaram uns dias nos EUA e eu fiz alguma encomendas, na listinha estava essa máscara, mas ela acabou me trazendo outras  que também são ótimas! Não tenho muito do que reclamar das máscaras da Maybelline! Elas são muito boas, baratas e, para quem não vive sem máscara de cílios, são praticamente essenciais! Afinal, cada momento pede uma máscara diferente (#soudessas)! Porém, se tem alguma coisa que eu não gosto nela, é o tamanho da escovinha, poderia ser um pouquinho menor para a aplicação ser ainda mais simples.

Você já tinha experimentando a Pumped Up!?

Até mais!

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Resenha: Shampoo e Condicionador Total Miracle 7-in-1 (Aussie)

Oiê!
Sabe o que acontece quando a gente se surpreende muito com um produto? Eu, normalmente, fico com vontade de experimentar outros produtos da marca. Foi assim que eu comprei o shampoo e o condicionador Total Miracle 7-in-1 da Aussie. Eu não levei para Houston nem shampoo e nem condionador, nos primeiros dias usei um que minha tia deixou para nós, mas meu cabelo não se adaptou muito bem. Como eu já estava apaixonada pelo 3-minute miracle smooth, escolhi um shampoo e um condicionador da marca. Ô marca para ter produtos tão maravilhosos para os cabelos!
Os dois são “perfeitos para cabelos secos ou danificados que precisam de uma mudança milagrosa total. Hidrata, controla o frizz e suaviza os fios.

Sobre o shampoo: “Pronta para uma nova transformação milagrosa? Nosso shampoo Total-Miracle 7-in-1 é a última inovação para cabelos limpos e revitalizados. Consiga o sistema de hidratação e controle de frizz que vai deixar seu cabelo macio e sedoso enquanto o fortalece contra danos. Também possui um sérum infusionado que ajuda a desembaração os fios, revelando um cabelo saudável e com brilho fabuloso. Isso são 7 benefícios excepcionais, sem esforço, em apenas uma garrafa.

Sobre o condicionador: “Milagres existem? Totalmente! Nosso novo condicionador Total Miracle 7-in-1 é o grande negócio para hidratar sua juba. Consiga o sistema de controle do frizz que deixa seu cabelo sedoso e forte. Este condicionador contém um sérum infusionado que desembaraça os fios, revelando um cabelo saudável e com brilho fabuloso. Isso são 7 benefícios excepcionais, sem esforço, em apenas uma garrafa.

Além do shampoo e do condicionador, essa linha ainda tem o shampoo à seco. Comprei os dois no Walmart e paguei $2.97 em cada. Por aqui, não vi essa linha especificamente, mas os produtos da marca estão custando uns R$49,00 (ouch!).
O shampoo é branco perolado e fluído. Uso só um pouco do produto e já faz bastante espuma, daquelas bem macias. Pode me julgar, mas eu adoro shampoos que fazem aquela espuma bem macia! Acho que ele limpa bem, não pesa os fios e não resseca.

O condicionador também é branco, só que mais denso. Espalha bem nos fios e sempre deixo agir uns minutinhos. Na hora da aplicação já para sentir os fios “escorrendo” e na hora de tirar os fios estão bem macios. O cabelo fica fácil de pentear, reduz o volume e os fios ficam comportados. Dá para secar naturalmente ou com o secador, fica bom do mesmo jeito e a única diferença é que o secador deixa meu cabelo mais liso.
Meu cabelo é normal-misto, lavo praticamente todos os dias. Faço academia, ando, pego ônibus, tudo isso suja o cabelo. Além disso, o dia seguinte à não-lavável meu cabelo só pode ficar preso, ele fica todo estranho e oleoso. Enfim, não adianta me convencer a não lavar os cabelos todos os dias! Usando o conjunto Total Miracle 7-in-1 meus cabelos ficavam cada dia melhores, os fios não pesam e não senti que meu cabelo se adaptou à eles. Gostei muito e agora tenho revezado com outros produtos pois eles já estão no fim e ainda não sei se quero gastar quase R$100,00 neles, principalmente porque eles custam menos de $3.00! É espantoso a divergência de preços e isso desanima muito. Mas que estes são os melhores shampoo e condicionador que eu já experimentei até hoje eu não tenho dúvida!

Você já usou o shampoo e o condicionador da marca? Qual é o seu favorito?

Até mais!

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Esmalte da Semana: Coastal Surf (Revlon)

Oiê!
O esmalte dessa semana é um azul da cor do céu. Normalmente esses tons são bem chatinhos de passar, mancham, ficam grossos...acho que é uma mistura do pigmento neon com o pastel – sei lá, eu vejo esse tipo de esmalte como um pastel neon. Ganhei da minha madrinha dois esmaltes da Revlon e um deles é o Coastal Surf, que eu mostro agora!
A embalagem é um pouco diferente dos esmaltes tradicionais da marca, o vidro é cilíndrico e a tampa é longa e preta. No topo da tampa vem um adesivo com o nome da cor. Na parte de “trás” do vidro tem as informações do esmalte, mas esse adesivo só vem nos esmaltes comprados o Brasil, o Wild Card que eu comprei nos EUA não tem. O engraçado é que a linha não aparece no site da marca, mas sei que minha tia ganhou esses esmaltes por meio de uma revista que ela assina. Então não sei se essa linha vende aqui. Sinceramente, não achei a cor e linha nem no site americano e nem no brasileiro. São 11,7mL e vem com uma bolinha para misturar. O pincel é achatadinho, do jeito que eu gosto. Acredito que a fórmula seja 3free, não deixam isso claro, mas não li nenhum dos componentes na formulação.
O Coastal Surf é um azul claro, da cor do céu. É lindo! Tem uma pegada neon pastel e como eu disse no começo deste post, esses tons normalmente são um inferno para aplicar. Passei duas camadas e a cor fechou bem, finalizei com uma camada do top coar Gel Envy da mesma marca, o que deixou o esmalte com um brilho incrível.
Achei que o esmalte ficou um pouco grosso e por isso ele começou a desgastar bem rápido. Na foto já dá para ver!  A duração foi ok, nada impressionante...começou a ficar muito feio no quarto dia.

O Coastal Surf é um esmalte lindo, mas a cobertura fica bem grossa e isso facilita muito o desgaste. Mesma assim adorei a cor! Na próxima vez vou tentar usar um top coat mais fino, pois o Envy Gel é bem grosso e só acrescentou camadas. Ah, acho que vale comentar que a revista foi muito cara de pau de dar esmalte, pois eles estavam perto do vencimento. Pelo que eu me lembro, minha tia os ganhou em março/abril desse ano e a validade era abril/2016, muito feio! Não lembro qual foi a revista, se eu descobrir eu atualizo o post. É vergonhoso uma empresa distribuir produtos perto do vencimento sem avisar!

Tirando as partes ruins, o que você achou dessa cor?

Até mais!

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Tutorial: Maquiando a amiga!

Oiê!
Tenho novidade por aqui! Pela primeira vez nesses dois anos de existência do blog, não é minha cara que está no tutorial dessa semana. Minha amiga da faculdade, a Bia, estava querendo um maquiador para fazer sua maquiagem da colação de grau. Como já fazia um tempo que eu estava querendo maquiar outras pessoas, para mostrar no blog diferentes tipos de pele, olho, rosto, me ofereci para fazer a make da Bia. E agora você confere o passo-a-passo e como ficou!
Usei os seguintes produtos para preparar a pele:
- BB Creme, cor clara (Quem disse, Berenice?)
-  Corretivo Líquido, 03 – Claro (Tracta) 
- Super Natural UV-Block, cor Claro 02 – Natural (Maybelline)
NaturalBronzer, cor 021 Sun Light (Rimmel)
- Blush do Kit Blush V211 (Jasmyne)
Pó Iluminador, na cor 02 (Dailus Pro)
Clique aqui para ampliar.
Nos lábios, uma cor mais forte e que combinava com o sapato que a Bia escolheu (afinal é só isso que dá ver com a beca), o Rosadili (Quem disse, Berenice?).
O resultado, você confere nas fotos!


Produtos utilizados:
- Sombra Marrone (Quem disse, Berenice?)
- Sombra Uno 29 (Vult)
- Endless Eyes Day to Night Palette (e.l.f.)
- Sombra Coal (Mary Kay)
- Máscara Volumeyes+ (Kiko)

A Bia não costuma usar maquiagem, por isso decidimos fazer uma pele mais leve. Na hora do olho, ela estava pensando em algo mais escuro e dramático, mas ela aceitou minha sugestão de fazer um olho mais suave, com bastante esfumado e não mudasse muito a personalidade dela. O evento também não pedia uma maquiagem muito pesada, no dia seguinte foi a festa da formatura e aí o maquiador fez um olho mais escuro, que combinou muito com a ocasião.

Gostei muito de maquiar uma amiga, foi uma experiência maravilhosa. Antes da Bia, eu já havia maquiado as meninas do ballet, mas é tão corrido que mal dá para aproveitar. Dessa vez eu pude fazer as coisas com calma e percebi onde preciso melhorar. É bem difícil maquiar um olho de formato diferente do seu, mas a parta mais difícil para mim é passar a máscara de cílios, parece que vai acertar o olho!

Enfim, a make é simples, básica e que não faz com que a pessoa se sinta muito diferente do que ela é. Se a pessoa não gosta de muita maquiagem, não adianta querer passar um monte de coisa. Sabe aquela frase de que menos é mais? Então, leve isso para sua vida!

Como me sai na primeira maquiagem em outra pessoa? Amigas lindas, quem quiser ser cobaia é só me avisar!

Até mais!

Marque suas fotos com #PerspectivaLaranja e apareça por aqui!