terça-feira, 28 de junho de 2016

Estante: Livros do primeiro semestre de 2016

Oiê!
Uma das minhas metas desse ano é ler pelo menos um livro por mês. Nos dois primeiros meses eu consegui ler três, aí amornei e só em maio e junho voltei a ler bastante e consegui chegar a oito livros lidos. Agora te conto quais foram os livros e o que achei deles!
- Lugares Escuros (Gillian Flynn): Da mesma autora de Garota Exemplar, Lugares Escuros conta a estória de Libby Day, que viu sua família ser assassinada pelo próprio irmão, ou pelo menos é isso que ela acredita. O livro narra dois períodos, o dia em que o assassinato aconteceu e os dias atuais. Em nenhum momento me senti cativada pela personagem principal, ela tem sérios problemas psicológicos e se aproveita das pessoas. Ela ficou bastante conhecida após sobreviver ao massacre e usa isso para conseguir dinheiro e atenção. Quando seu dinheiro acabou que ela precisou procurar outra fonte e nesse momento é que ela precisa revirar o passado para tentar descobrir o que realmente aconteceu. E é isso que dá para contar do livro! É uma trama interessante, mas não consegui me apegar à Libby. Além de Lugares Escuros e Garota Exemplar, também já li Objetos Cortantes, da mesma autora. Dos três, prefiro o Garota Exemplar. 

- O Pequeno Príncipe (Antoine de Saint-Exupéry): Acreditem ou não, só tive paciência de ler esse livro agora. Ganhei do meu avô logo que aprendi a ler e eu nunca passava na página que ele desenhava a cobra que engoliu um elefante. Li em um dia, mas não achei tudo isso que todo mundo fala. Ah, e dispenso fazer citações do livro! 

- A study in Scarlet (Arthur Conan Doyle): Depois de viciar na série Sherlock da BBC, resolvi ler os livros do detetive mais fam
oso. Comprei um e-book com os nove livros do Sherlock Holmes, em inglês e já li o “Um estudo em vermelho”, em português. O primeiro episódio da série é muito parecido com esse livro, a adaptação é muito bem-feita. Senti um pouco de dificuldade com o inglês, principalmente pela falta de costume de ler o inglês de 1880. O livro tem duas partes, o caso é todo descrito e resolvido na primeira. Na segunda parte mostra os acontecimentos prévios, confesso que fiquei confusa, não entendia o que a segunda parte tinha a ver com a primeira! No final da segunda parte a narrativa volta para o Dr. Watson e tudo é explicado, inclusive a dedução do Sherlock. Ah, outro ponto legal desse livro é que narra como o Sherlock e o Watson se conheceram -  já adianto que essa parte ficou praticamente idêntica no seriado! 
- Vozes anoitecidas (Mia Couto): Esse é um livro de contos do escritor moçambicano Mia Couto. São doze contos que mostras um pouco da cultura, das crenças e da realidade de seu povo. É um livro de leitura fácil e que te coloca em outro universo. Gostei bastante e fiquei curiosa para ler outros livros do autor, inclusive já dei outros livros dele de presente. O próximo livro do Mia que quero ler é o  Mulheres de Cinzas.

- Roverandom (J. R. R. Tolkien): Um livro infantil para fugir das princesas e dos heróis! Roverandom conta a história do cachorro Rover, que mordeu o calcanhar de um feiticeiro e foi transformado em brinquedo. Rover vive as maiores aventuras, viajando para Lua e para o fundo do mar. É um livro encantador! Toda a estória foi criada pelo Tolkien para consolar seu filho mais novo que havia acabado de perder um cachorrinho de brinquedo na praia, enquanto passavam as férias de verão em uma praia. O livro tem um prólogo que conta como a estória foi desenvolvida e quais alterações o Tolkien fez até sua publicação definitiva. Com certeza um livro que lerei para meu (minha) filho (a) no futuro! 
- Toda luz que não podemos ver (Anthony Doerr): Para me interessar neste romance, bastou ler que ele se passava na França durante à segunda guerra, na verdade só pela França eu me interessei. O livro conta a história que uma menina que ficou cega ainda na infância, que mora apenas com seu pai, o chaveiro do Museu de História Natural de Paris. Ele faz de tudo para que a Marie-Laure seja independente, por isso construiu uma maquete perfeita do bairro em que moravam. Com a guerra, eles são obrigados a se mudar e a vida deles muda completamente. O livro também conta sobre Werner, um órfão alemão que acaba no exército e é mandado para a Fança, onde o caminho dele e de Marie se cruzam. A narrativa mistura dois períodos, como o passado de Marie e Werner e o presente, perto do momento de se encontrarem. É um livro bonito e delicado, que mostra um pouco dos horrores da guerra sob o olhar de adolescentes, um alemão e uma francesa. 

- Simplesmente acontece (Cecilia Ahern): Adoro quando aparecem promoções de e-books na Amazon, foi assim que comprei o Simplesmente Acontece, da mesma autora de Ps: Eu te amo (um livro lindo, por sinal). O livro se passa todo por cartas, recados, e-mails e mensagens de texto, o que torna leitura bem rápida. Não há nenhum aprofundamento em descrições, mas apenas pelas cartas é possível captar a personalidade dos personagens. Rosie e Alex são melhores amigos desde que se entendem por gente e o livro conta a história deles dos sete aos cinquenta anos. Ainda na adolescência, Alex se muda com a família para os EUA, enquanto Rosie ficou na Irlanda e mesmo assim, com indas e vindas, eles mantiveram a amizade, o problema é que isso não foi o suficiente. Gostei bastante do livro, torci, sofri e comemorei. Arrisquei ver o filme e não recomendo! Reduziram personagens, mudaram alguns pontos importantes e o período do filme é menor do que  no livro. Se você já viu o filme, vale a pena ler o livro, ele é muito melhor! 
- Oceano no fim do caminho (Neil Gaiman): Também comprei por que estava em promoção e as resenhas eram positivas. O narrador relembra quando tinha sete anos e conta como conheceu as Hempstock. A história se passa em um curto período de tempo e traz um mundo fantástico que coexiste com a nossa realidade. Rapidinho e envolvente de ler, quando comecei não via a hora de saber o desfecho! 

Não sou uma crítica literária e nem pretendo me aprofundar tanto nas análises dos livros, simplesmente vou contar porquê gostei ou não do livro, sem dar spoilers – de séries até vai, mas de livro não rola! Sempre gostei de ler, desde pequena e percebi que já li tantos livros que vários eu já esqueci, principalmente aqueles livros bobinhos de romance que eu tanto gostava na minha adolescência. Por isso resolvi deixar registrado os livros que eu li, para que todos ocupem um espacinho nas minhas lembranças. Ler é maravilhoso, nos permite ir à lugares, conhecer novas coisas, tudo apenas virando uma página!

Ainda não sei como esse tipo de post vai funcionar, sevou escrever toda vez que terminar um livro ou vou acumular alguns...se você tiver alguma sugestão é só deixar nos comentários.

Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque suas fotos com #PerspectivaLaranja e apareça por aqui!