segunda-feira, 13 de julho de 2015

Falando sobre... Calcinhas

Oiê!

O post de hoje é quase um desabafo. Quem nunca teve problemas com calcinhas? Eu vivo em uma eterna relação de amor e ódio e acho que muitas de vocês também.
A calcinha pode não parecer, mas é praticamente o item mais importante de qualquer look. Tente se sentir confortável e bonita com uma calcinha que incomoda, é impossível! A roupa pode ser a mais bonita, a situação pode ser a melhor, mas se a calcinha não estiver confortável, eu fico muito incomodada, pensando em que hora vou poder trocá-la. Parece bobeira, mas se você pensar bem, você sabe que já passou por isso! Eu não gosto de calcinha aparecendo ou marcando, seja no cós da calça, no bumbum ou na cor.

Hoje existem uma grande variedade de modelos e tecidos, o que amplia nosso leque de opções. Particularmente, prefiro as tipo biquíni ou tanga, pois acho mais confortáveis. Gosto de pouca costura e de cores mais neutras, para não ter que me preocupar se a cor da calcinha vai aparecer ou marcar – sério, não gosto de ter que ficar planejando a roupa em função da calcinha ou ter que ficar testando calcinhas com a roupa que eu quero usar! Sabe qual é a pior parte? Isso ainda acontece... A calcinha que é confortável, marca, a calcinha que não tem costura, marca e as caleçons de renda, marcam na roupa mais justa. Nos últimos anos, minha busca por um modelo de calcinha ideal, que seja perfeita para um corpo, só aumentou. 
Tipos de calcinha  (fonte)
Quando apareceu no mercado as calcinhas sem costura, cortadas à laser (ou algo do gênero), pensei que seria a solução. Comprei algumas, mas não usava no dia-à-dia. Hoje já tentei de diversas marcas, mas elas não funcionam tão bem. No meu corpo, elas marcam. No bumbum, o tecido dá uma leve enroladinha por causa da ausência da costura e isso às vezes marca mais do que uma costura normal. Tentei de diversas marcas e as que não enrolam são aquelas que não tem o corte em linha reta e sim em ondas. Infelizmente, só tenho uma desse modelo.
Durante os preparativos do casamento, conheci as caleçons e me apaixonei. Achei muito confortável, não tinham costuras e não marcavam, até o dia que inventei de usar com uma legging. A renda marca a legging e qualquer tecido fino muito colado. Outro problema desse tipo de calcinha é colocar com calça jeans. Na hora que você puxa a calça, a calcinha embola, então tem que ficar arrumando até ficar certinha de novo. Fica tudo bem depois, até você ter que ir ao banheiro e ter que arrumar tudo de novo!
Eu queria entender qual a dificuldade de criar uma calcinha que não marque e que seja confortável. Eu tenho quadril largo e mesmo assim uso P. Já tentei comprar M, para ver se era problema de numeração, mas ficam piores pois, durante o dia, a calcinha vai parar nas minhas costas. Hoje sei que o modelo que menos marca são as fio-dental, mas não acho confortável, principalmente para o dia-à-dia. Sério, eu só queria uma calcinha normal, básica, confortável e que não marque... é pedir muito? Haha! Comprar calcinhas é uma aventura frustrante, tão difícil quanto achar uma calça jeans que não precise fazer pensa nem barra!
Olha, se alguma empresa quiser ajuda para desenvolver uma calcinha perfeita, me chama para ajudar! Haha!

Vocês também sentem essa dificuldade?

See Ya!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque suas fotos com #PerspectivaLaranja e apareça por aqui!