quarta-feira, 4 de março de 2015

Falando sobre Alergias

O blog também é cultura (e ciência)! Hoje quero falar sobre um assunto sério e que sempre gera muitas dúvidas e conceitos errados, muitas vezes pela falta de informação correta. Na internet é possível achar tantas coisas que se não soubermos filtrar, estamos perdidos!

Vocês já pararam para pensar sobre alergia? O que ela realmente significa? Outro dia vi uma pessoas falando sobre alergia e fiquei assustada com a confusão de conceitas que ela fez, por isso resolvi escrever um pouco sobre isso. Caso você não saiba ainda, sou bióloga e durante a minha graduação, tive aulas de imunologia. Tá, mas isso tem alguma coisa a ver com a alergia? Claro, na verdade, tem TUDO a ver!

Bom, a alergia nada mais é do que uma reação de hipersensibilidade, ou seja, o contato do organismo com alguma substancia, chamada alérgeno, vai desencadear uma série de sinais entre as células do sistema imunológico e assim o organismo vai gerar uma resposta àquela substância. Até parece simples, mas na verdade, pra isso acontecer, muitas células e anticorpos são recrutados pelo sistema imunológico.

A alergia se desenvolve após o contato prévio com o alérgeno, por exemplo, você experimentou um prato com camarão em algum momento da sua vida, na segunda vez que você comeu, apareceram algumas manchas avermelhadas pela pele e na décima vez você teve um choque anafilático (uma reação sistêmica que resulta no fechamento da glote). Isso quer dizer que você foi sensibilizado à algum componente do camarão (normalmente o iodo), com isso seu organismos produziu anticorpos para reagir à substância estranha e quanto mais contato com o alérgeno, maior a a reação desencadeada. É como se o organismo não suportasse mais o alérgeno, assim, mesmo com pouca quantidade de alérgeno, maior a reação do organismo.

Claro que essa é uma reação extrema, não é a maioria das pessoas que tem esse tipo de resposta. As alergias mais comuns são à ácaro, poeira, poluição, que levam ao diagnóstico de rinite alérgica, asma alérgica, entre outros. Como aqui no blog o foco é maquiagem e beleza, acho que é legal falar sobre a dermatite de contato. Existem dois tipos, a dermatite irritante e a alérgica.

O primeiro tipo, acontece quando o contato do produto vai gerar uma irritação na pele, os principais sintomas são o ardor e a vermelhidão. A reação vai acontecer logo no primeiro contato com o alérgeno e nem sempre a reação vai ser repetir.

Já a dermatite alérgica, não acontece no primeiro contato, é como no caso do camarão, primeiro a pele é sensibilizada e depois a reação ocorre. Normalmente a resposta é mais longa e os sintomas podem varia de manchas avermelhados até feridas, depende do nível de exposição ao alérgeno.

Então, basicamente, QUALQUER substância pode gerar uma alergia, inclusive, você pode usar o mesmo batom a vida inteira e depois de 30 anos, desenvolver uma alergia.

Quer saber mais coisas sobre alergia? Há sites bem legais e com informação segura que você pode acessar, como o site da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, o Portal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, e o site da World Allergy Organization.

Surgiu alguma dúvida, comenta aqui no post que eu tento responder sua dúvida, afinal, imunologia não é a minha especialidade. Ah, lembre-se, sempre consulte seu dermatologista e para reações intensas, procure um alergista, eles poderão diagnosticar corretamente e passar o tratamento adequado. O objetivo deste post é levar a informação básica  para vocês e esclarecer algumas perguntas que sempre geram dúvidas.

Vocês gostam de posts assim? Eu, pelo menos, gosto muito de fazer!
See Ya!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque suas fotos com #PerspectivaLaranja e apareça por aqui!