segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

De malas prontas: Roma

E chegamos na terceira parte da Lua-de-Mel. Recapitulando, passamos por Londres e Paris e chegamos em Roma. Dessa vez viajamos de avião e o vôo atrasou muito! A viagem de trem foi muito mais fácil e rápida! O plano inicial era chegar em Roma no final da tarde, porém chegamos de noite. No aeroporto pegamos um trem que ia para a estação mais próxima do hotel, de lá fomos à pé, o que não foi uma tarefa simples por causa das calçadas.

Ao chegarmos no hotel, ficamos um pouco chocados, era  um portão grande, que dava para uma vila com vários prédios pequenos, era tipo um cortiço. O hotel ficava em um andar de um dos prédios, lá também tinha escritórios de advocacia, moradores, etc. Nosso quarto tinha uma sacadinha, só que ela dava para o centro do prédio, era tipo uma sacada comunitária, achei meio estranho, meu marido achou charmoso.

Era tarde e estávamos com fome, por sorte em baixo do hotel, na rua, tinha um restaurante, comemos lá mesmo. A pizza era boazinha, mas sei lá, estávamos cansados da viagem...

No dia seguinte, já mais descansados, começamos a maratona novamente! A primeira coisa que fomos conhecer foi o Coliseu, o Forro e o Palatino, Estava bem cheio, mas como já tínhamos os tickets, não pegamos fila. As ruínas são impressionantes, pelo tamanho, pelo estado, não sei descrever a sensação. É muito antigo, muito rico, é muita história em um mesmo lugar!
Coliseu, Forro e Palatino

No melhor estilo propaganda da Coca-Cola Italiana!
De tarde, andamos pela cidade, eu queria muito conhecer a Fontana de Trevi, queria muito jogar a moedinha, só pensava nisso, andamos até lá e...
Fué, fué, fué, fué, fuééééééé....
Sim, a fonte estava fechada para reforma, Dava para andar em uma passarela bem no meio da fonte, mas não dava pra jogar moedinha, nem tinha água... Fiquei decepcionada. Depois andamos pela cidade, fomos no Monumento de Vittorio Emmanuelle (onde tem uma vista linda da cidade), andamos pela Via del Corso para fazer comprinhas e terminamos o dia na Piazza del Popolo.

Na manhã seguinte, não tínhamos nada planejado, então continuamos andando pela cidade. Fomos até Trastevere, mas não achamos nada muito interessante. Na parte da tarde fomos no Pantheon, fica bem cheio e a entrada é gratuita. Ela bem bonita, mas é muito cheia, o que acaba tirando o charme dela. Depois fomos conhecer uma série de praças, como a Piazza Navona e Piazza di Spagna. Todas tem uma fonte, mas não me animei em jogar moedinhas, eu queria ter feito isso na Fontana di Trevi.
Pantheon lotadão!
No outro dia, nós tínhamos planejado de ir ao Castelo de Sant'Angelo, que era um castelo de proteção do Vaticano, inclusive há um caminho que vai do Vaticano para o castelo, por onde o Papa passava caso fosse necessário se proteger. Ele fica bem na entrada do Vaticano. Andamos o castelo todo e o parque, foi bem legal, além disse a vista do topo do castelo para o Vaticano é bem bonita.
A vista e o castelo de Sant'Angelo

A basílica de São Pedro ao fundo
No último dia em Roma, fomos conhecer o Vaticano. A primeira coisa foi entrar no museu e para entrar a fila era gigantesca, mas como compramos os tickets com antecedência, não pegamos essa fila. Dentro estava cheio e o que mais atrapalha são as aglomerações formadas pelos turistas que optam pelos guias. Tirando isso, o museu do Vaticanos é bem rico, mas o ponto alto da visita, sem dúvidas é a Capela Sistina.

Antes de entrar na capela, somos informados que não é permitido fotos, porém várias pessoas tentam burlar essa regra, infelizmente. Além disso, o staff do museu fica falando no microfone que se deve fazer silêncio e que fotos são proibidas. Tirando isso, a capela é espetacular!! Seu cérebro sabe que é uma pintura, mas seus olhos discordam, fazem você duvidar. Não tenho como descrever, não adianta ver uma foto, seus olhos tem que ver isso ao vivo. A pintura é P-E-R-F-E-I-T-A demais!!
Basílica de São Pedro
Quando saímos do museu, depois do almoço, fomos até a Basílica de São Pedro, que fica do lado. A ideia era entrar, mas a fila era enorme e dessa vez não tinha ticket que resolvesse a situação, então optamos por ficar na praça.
A basílica e um charminho!
Ficamos 5 dias só em Roma, podíamos ter feito outro esquema, uns 2 dias em Roma e passear em outras cidades. Mas valeu, descansamos um pouquinho!

Bom, Roma não foi meu lugar favorito e nem superou espectativas, na verdade, eu esperava mais, Os italianos estão sempre tentando ganhar vantagem sobre os turistas (oi nordeste brasileiro), é muito assédio. Essa parte é bem desagradável.

Quanto à comida, essa foi a pior decepção. Imaginei que eu fosse comer a verdadeira massa da mama, com um molho bem temperadinho, mas não foi isso. Era uma massa de caixinha, com molho de caixinha. Nada impressionante. Massa fresca era difícil de achar. Além disso, a comida era cara, pelo custo benefício, em Paris comemos muito melhor. Também comemos a pizza, é boazinha, mas teve um dia que comemos uma de quatro queijos em um restaurante mais requintado, só que na descrição da pizza não falava tomate, então não veio, era massa e queijo (uma massa bem ruim). Há diversas taxas, inclusive se você comer dentro do restaurante, nas mesas de fora não tinham taxa. Uma dica que a namorado do meu cunhado nos deu (depois que voltamos) foi que na última vez que ela foi para Roma, ela ficou olhando onde os guias comem, saiu bem mais barato e a comida era melhor  #ficadica pra quem ainda vai!!

E essas foram as aventuras em Roma! Vamos seguir viagem? Bora pra Terrinha!!
See Ya!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque suas fotos com #PerspectivaLaranja e apareça por aqui!