segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

De malas prontas: Paris

Preparadas para a segunda parada da Lua-de-Mel??
Londres foi tão bom, e agora? Pegamos o Eurostar para irmos até Paris. Viajar de trem é muito legal, não precisa despachar mala, é rápido e confortável. Saímos de St. Pancras e fomos até Gare du Nord, foi rapidinho, olhávamos pela janela Londres e entramos no tunel, quando saímos, olá Paaariiiiis!

Chegamos de tarde e a primeira coisa que fizemos depois do check-in no hotel foi ir até a fnac mais próxima para comprar uma câmera nova. Nosso hotel ficava muito perto do Arc de Triomphe, era muito bem localizado! Nosso passeio por Paris começou no final da tarde, quando caminhamos até Montmartre. Chegamos no famoso Moulin Rouge antes do anoitecer e confesso que me decepcionei, eu tinha na cabeça algo como isso, tá, eu sei que isso é bem antigo, mas sei lá, pensei que era charmoso assim. Enfim, o Moulin Rouge é bem modernoso, cheio de posters e bastante luz.
Seguimos o passeio até chegar na Sacre Couer, pegamos bem o pôr-do-sol! Conhecemos a basílica, que é bem cheia, depois ficamos observando a cidade, é uma vista linda! Ficamos encantados com tanta beleza. Quando anoiteceu, voltamos para o Moulin, ai comecei a achar mais charmosa, o moinho fica lindo iluminado. Pegamos o metro e voltamos para o Arc de Triomphe, a Champs Élysées também é bem cheia! Tiramos umas fotos e fomos jantar na rua do hotel. Cara, o primeiro "meio" dia em Paris foi um MÁXIMO!!!
Ah Paris, vai falar que a vista lá da Sacre Couer não é maravilhosa?! E o Moulin Rouge tem seu charme! O Arc de Triomphe também é lindo e olha só que vista "chata" eu tinha do quarto do hotel! Me senti dentro de um filme!!
No segundo dia, acordamos cedo e passeamos pelo Arc de Triomphe, andamos pela Champs e fomos no Museu de Armas, o museu é bem legal e é tem o mausoléu do Napoleão, é muita ostentação! O museu não fica cheio e dá para passar uma tempo agradável. Para chegar no museu você pode passar pela Pont Alexandre III, uma ponte linda, com uma vista maravilhosa para a Torre.
Torre vista da Pont Alexandre III.

Escultura de anjinho que fica na Pont Alexandre III.
De tarde andamos até a torre, nosso horário para subir até o topo era às 17:30, então passeamos no parque, tiramos fotos, tomamos sorvete e no horário marcados subimos até o andar do meio. Até ai, não pegamos fila. Como bons turistas, compramos o ticket que permite a subida até o último andar, e então a torre virou programa de índio. Ficamos 2:30 horas para conseguir subir. A fila dava volta no segundo andar inteiro. Ao chegar no último andar, você pode comprar uma taça de champagne (na taça de plástico) e admirar a vista. Mas é muita gente em um espaço relativamente pequeno. Particularmente, gostei mais da vista do andar do meio, além disse, morri de medo de andar naquele elevador - morro de medo de altura, então já viu né? Fiquei com o rosto escondido no peito do meu marido.
Como anoitece bem tarde nesse época, não conseguimos ver o pôr-do-sol na Torre, mas como tínhamos o ticket para subir no Arc de Triomphe, decidimos ver o pôr-do-sol lá. O Arc de Triomphe não tem muita coisa para ver, o legal é subir e ver a cidade, a parte complicada é que para chegar no topo você tem que subir intermináveis lances de escada circular. Mas ver o pôr-do-sol, a torre iluminada e a Champs, tudo lindo!
Na torre fazendo charme, a Champs vista de cima do Arc de Triomphe, as comprinhas que eu (não) fiz e a fonte na Place de la Concorde.
No outro dia, fomos conhecer o famoso Louvre. Passamos pela Place de La Concorde e chegamos lá. A fila era gigantesca, ficamos preocupados: Será que essa era a fila para quem já tinha o ingresso online? Nos informamos e entramos direto! No começo até que estava meio tranquilo, mas com o passar do tempo, todo mundo que estava na fila estava dentro, ai fica bem cheio. O museu é bem grande, não dá para ver tudo em um dia, mas o fato de estar bem cheio também atrapalha e acaba desgastando. Começamos pela parte do Egito antigo, Grécia e afins. Almoçamos por lá (e foi a pior comida que comemos em Paris) e depois fomos na parte de esculturas, o lugar era muito vazio, pois todo mundo queria ver as obras mais famosas. Acabamos ficando cansados e desistimos de passar a tarde toda lá, vimos a Monalisa e a Coroação do Napoleão e fomos embora.
Fizemos umas comprinhas e fomos conhecer a Catedral de Notre Dame, não entramos, só ficamos sentados na frente, admirando, descansando e aproveitando!
No museé du Louvre
O dia seguinte foi o dia ostentação! Pegamos o trem até Versailles. Já tínhamos o ingresso, mas a fila para entrar no Palácio era enorme, mas já estávamos preparados para isso, então fizemos o que vários blogs já tinham recomendado, começar pelos Jardins. Foi a melhor escolha! O que é aquele jardim?! Maravilhoso! E em algumas partes tinha uma trilha sonora, me senti nos filmes sobre a monarquia francesa. Não resisti e dei uma dançadinha!
Além de andar, também passeamos de barquinho pelo lago do jardim. Me senti uma princesa!!
E ai você está andando na rua e você vê esse pequeno palácio, Verssailes humilhando! Ao lado, as folhas secas que começam a cair nos jardins, bem típico de outono, que já estava chegando. Passeando no barco e ao lado o "cantinho" da Maria Antonietta.
O Palácio é surreal, é muita, muita ostentação. Entrar na sala dos espelhos é uma sensação inexplicável. Tudo muito rico em detalhes, muito ouro, muito brilho, muito tudo! É um lugar que eu gostaria muito de voltar!! Como entramos no Palácio de tarde, já estava bem mais vazio, embora ainda tivesse muita gente dentro, mas a fila do lado de fora estava vazia, entramos direto.
No final da tarde voltamos a Montmartre para fazer umas comprinhas e comi Macarons em uma doceria. Cara, não imaginei que fosse tão bom! Por aqui eu ainda não comi nenhum que seja tão gostoso quanto os de lá.
Falei que não resisti e sai dançando! No fundo está o lago que andamos de barco.
E então chegou o ultimo dia em Paris... Ah... Nosso último passeio foi na Disneyland Paris!! Disney é Disney, não tem jeito. Fomos nos dois parques, mas acabamos ficando mais no Disneyland Park, onde tem o palácio da Bela Adormecida. Me realizei quando ganhei a coroa! Só na Disney para você andar com uma coroa sem ninguém estranhar!
Where the dreams come true! 
O final de tarde é lindo, o castelo começa a ficar iluminado, o clima vai se tornando mágico e tudo caminha para o grande show no fechamento do parque. O show é emocionante, vale muito a pena esperar. Sentamos no chão e assistimos tudo de perto. Até o marido que não se anima muito com Disney recoheceu que os caras sabem fazer um show!!!
E a mágica estava só começando!
E isso praticamente foi Paris... Um lugar que vai ficar marcado no meu coração, por sua beleza, sua riqueza cultural, pela comida deliciosa, pelos vinhos, pelo momento... Paris... Paris... Sempre Paris!
Quanto aos custos de alimentação, não é barato, mas todas as comidas tem muita qualidade, o custo benefício acaba sendo bom. O ideal é procurar os "Plat du Jour", que nada mais é do que "prato do dia", normalmente os preços são mais baixos e sempre vem incluído a entrada (ou salada), o prato principal e a sobremesa (ou bebida - às vezes vem vinho). Se você quer experimentar vinhos e não quer gastar muito, vale a pena pedir o "Vin de la maison", o "vinho da casa", que tem um preço mais baixo, mas a qualidade continua incrível!
Fomos super bem tratados em todos os lugares, em nenhum momento fomos mal tratados pelos franceses, todos foram muito simpáticos e prestativos. O importante é tratá-los bem. Meu marido sabia falar em frânces que nós não falávamos nada, e todos nos receberam muito bem. Então guarde essa frase: "Pardon, je ne parle pas français"!!!
 meu status atual: Desejando muito ter um congresso na França!! Haha!!
Espero que vocês tenham se apaixonado por Paris como eu só por este post! E quem puder, recomendo muito essa viagem!

Próxima parada: Roma!
See Ya!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marque suas fotos com #PerspectivaLaranja e apareça por aqui!